Quais os elementos que compõem uma coreografia?

Quais os elementos que compõem uma coreografia?

O que são figuras coreográficas?

Da mesma forma, a patinação artística, seja sobre gelo ou sobre patins de rodas, também requer a elaboração de uma coreografia antes de sua execução. O mesmo se aplica à natação sincronizada (às vezes chamada de natação artística), na qual os nadadores, seja individualmente, aos pares ou em equipe, realizam uma coreografia aquática combinando elementos de natação, ginástica e, é claro, dança.

Outra tipologia tem a ver com o tipo de movimentos realizados. Descobrimos que existem coreografias simétricas, nas quais o objetivo é que ambos os lados do corpo realizem os mesmos movimentos; isto dá ao espectador a impressão de maior controle e precisão. Por outro lado, uma coreografia assimétrica resulta em uma maior ênfase em uma parte do corpo e em golpes desiguais que geram a perspectiva de maior mobilidade e velocidade.

Pina Bausch, que nasceu na Alemanha, é conhecida por inspirar o chamado teatro de dança (no Tanztheater alemão), uma forma de arte que mistura elementos da dança com recursos expressivos da disciplina teatral, sendo um deles a referência à realidade.

Principais elementos da coreografia observáveis em uma dança

A dança tem evoluído ao longo do tempo. Desde os tempos pré-históricos, os seres humanos têm tido a necessidade de se comunicar fisicamente com movimentos que expressam sentimentos e humores. Algumas pinturas rupestres encontradas mostram desenhos de figuras dançantes, que estão associadas a ilustrações de rituais. Estes primeiros movimentos rítmicos também foram usados para ritualizar eventos importantes (nascimentos, mortes, casamentos).

No início, a dança tinha um componente ritual, celebrado em cerimônias de fertilidade, caça ou guerra, ou de várias naturezas religiosas, onde a própria respiração e o bater do coração serviam para dar uma primeira cadência à dança[1]. Ritmo e dança estão profundamente ligados um ao outro por uma profunda conexão entre ritmo e dança.

  Quanto tempo dura um Boletim de Ocorrência?

Ritmo e dança estão profundamente ligados na história e na prática. O bailarino americano Ted Shawn escreveu: “A concepção do ritmo que está subjacente a todos os estudos de dança é algo sobre o qual poderíamos falar para sempre, sem esgotar o assunto”. [2] Um ritmo musical requer dois elementos principais; primeiro, um pulso de repetição regular (também chamado de “batida” ou “tato”) que estabelece o ritmo e, segundo, um padrão de acentos e descansos que estabelece o caráter da medida ou padrão rítmico básico. O pulso básico é aproximadamente o mesmo comprimento de um único passo ou gesto.

Para que serve a coreografia?

A bailarina e professora de dança Diane Aldis desenvolveu uma maneira prática e simples de descrever os elementos da dança. De acordo com sua metodologia, os cinco elementos da dança são: corpo, ação, espaço, tempo e energia.

O corpo é o elemento fundamental da dança. Uma dança, não importa o estilo, começa e termina sempre no corpo do bailarino. A criação de uma dança não requer um pano de fundo, pincéis ou instrumentos musicais. Ela precisa de um corpo vivo em movimento para ser concebida como uma arte.

A ação na dança refere-se a qualquer movimento que o bailarino executa em sua dança. Estas ações podem incluir passos de dança, movimentos cotidianos, como caminhar, ou expressões faciais. Uma ação de dança pode consistir em movimentos característicos de um tipo de dança, tais como um plié de balé ou braceletes de flamenco, ou movimentos inventados pelo artista. A ação da dança também inclui as pausas e momentos de quietude que ocorrem dentro de uma frase ou seqüência de movimento.

Elementos da coreografia pdf

O autor desenvolve longamente sua teoria sobre a cultura do corpo, argumentando que existe uma, específica, compreensível e objetiva, para cada geração em cada localidade, região e país. A exaltação básica desta arte que o livro encarna pode muito bem sugerir que a dança constitui para a humanidade, nas circunstâncias históricas atuais (difíceis, complexas), uma forma de comunhão: a universalização prática e imediata de um novo humanismo.

  Qual foi o nome do primeiro livro?

8) espectador-participante. Diante destas enormes possibilidades que fazem da dança a arte mais antiga ou a expressão artística primordial, a palavra “dramaturgia” aparece como uma limitação a esta livre expressividade.

…. Na objetivação destas idéias fundamentais, Artaud descobriu nos bailarinos balineses, não menos, esta possibilidade de tornar evidente e visível os sinais de uma linguagem interior, secreta, mítica e original encontrada dentro do corpo e dentro da história. Ele acreditava que nas danças balinesas o espectador podia experimentar esta sucessão de momentos e situações puramente teatrais, em que conceitos e produções se reuniam de forma tão perfeita e proporcional que a sabedoria original do conteúdo cultural do ser humano veio à tona em corpos e olhares, gestos e movimentos.